Regulamento

CQ MANCHESTER MINEIRA DX CONTEST

Regulamento 2016

Novidade em 2016
– Mais Categorias, mais diversão para todos! A partir de 2016, todos os participantes Single Band (Banda Única) podem escolher entre High Power or Low Power. Os limites de potência continuam os mesmos: 1,500W para HP e 100W para LP.
– Todos os participantes merecem um Certificado! Logo após a divulgação do resultado, todos os certificados estarão disponíveis para Download em PDF em nosso website. Nós estamos trabalhando para incluir todos os certificados das edições anteriores também para Download.

O CQ Manchester Mineira DX Contest (CQMM DX Contest) é uma continuação do conhecido e vitorioso concurso Manchester Mineira All América CW Contest, sendo organizado e apurado pelo Grupo CWJF desde 1993. O concurso foi inicialmente limitado ao Brasil (1993 a 1996), posteriormente ampliado para a América do Sul (1997 a 2006) e depois ampliado para todas as Américas (2007 a 2010). A partir de 2011, o concurso passa a ser uma competição internacional realizada entre todos os continentes.

A Liga de Amadores Brasileiros de Rádio Emissão (LABRE) apóia o concurso, em conformidade com o esforço conjunto dos radioamadores, clubes e grupos Brasileiros.

1 – OBJETIVO:

a) Promover a união e integração de todos os radioamadores do mundo;

b) Promover condições para a obtenção dos 2 diplomas do CWJF GROUP e de outros diplomas existentes no Brasil;

c) Promover a arte do CW entre os radioamadores, clubes e grupos praticantes dessa modalidade em todo o mundo.

A cidade de Juiz de Fora é assim chamada de “Manchester Mineira” (A Manchester do Estado de Minas Gerais) por ser uma das cidades mais industrializadas da América Latina.

2 – DATA E PERÍODO DO CONCURSO:

2.1) É realizado anualmente no 3º fim de semana de Abril. (16-17 de Abril de 2016)

2.2) Início: 12:00 UTC ( 09:00hs PT2 ) – Sábado; Final: 23:59 UTC ( 20:59hs PT2 )– Domingo;

3 – MODO & BANDAS:

3.1) Modalidade: Exclusivamente CW (A1A);

3.2) Bandas: 80, 40, 20, 15 e 10 metros.

4 – CATEGORIAS:

Todas as categorias abaixo concorrem separadamente por continente: SA, NA, EU, AF, AS e OC.

4.1) SOAB – Operador Único, Todas as Bandas (HP, LP, QRP):

Definições gerais:

– Apenas o participante deverá realizar todas as funções relativas à transmissão, escuta e registros dos contatos durante todo o período da competição. Não é permitido utilizar ajuda externa para realizar qualquer QSO.

– O participante poderá mudar de bandas sem restrições. Apenas um sinal pode ser transmitido em qualquer momento em qualquer banda.

– Os transmissores e receptores devem estar localizados dentro de um círculo de 500 metros de raio.

– Todas as antenas utilizadas devem estar fisicamente ligadas por fios aos transmissores e receptores usados pelo participante.

Divisão por Potência:

– SOAB HP – Operador Único, Todas as Bandas, Alta Potência: a potência total de saída não deve exceder 1.500 watts ou limitado à potência máxima de saída permitida pela sua licença e/ou pelo país em que estiver operando.

– SOAB LP – Operador Único, Todas as Bandas, Baixa Potência: a potência total de saída nunca deve exceder 100 watts.

4.2) SOSB – Operador Único, Banda Única:

Definições gerais:

– Apenas o participante deverá realizar todas as funções relativas à transmissão, escuta e registros dos contatos durante todo o período da competição. Não é permitido utilizar ajuda externa para realizar qualquer QSO.

– O participante da categoria Banda Única poderá operar nas cinco bandas, mas é obrigatório definir no log qual banda está concorrendo.

– O participante que realizar QSO’s em mais de uma banda, deverá incluir no log, obrigatoriamente, todos os contatos realizados (para facilitar o processo de verificação cruzada), porém seu escore final será apenas referente aos QSO’s da banda escolhida e informada no log enviado. Os demais contatos serão considerados como check-log.

– Os transmissores e receptores devem estar localizados dentro de um círculo de 500 metros de raio.

– Todas as antenas utilizadas devem estar fisicamente ligadas por fios aos transmissores e receptores usados pelo participante.

Novidade em 2016
Divisão por Potência para Single Operator Single Band 10, 15, 20, 40 e 80m:

SOSB HP – Operador Único, Banda Única, Alta Potência: a potência total de saída não deve exceder 1.500 watts ou limitado à potência máxima de saída permitida pela sua licença e/ou pelo país em que estiver operando.

SOSB LP – Operador Único, Banda Única, Baixa Potência: a potência total de saída nunca deve exceder 100 watts.

4.3) M/S – Multi Operador, Transmissor Único, Todas as Bandas:

Definições gerais:

– Não há limite do número de operadores. Não é necessário ser Clube ou Associação, basta ter mais de um operador durante o período da competição.

– A estação principal pode transmitir a qualquer momento, fazer CQ e responder a CQ’s.

– Esta categoria poderá utilizar uma segunda estação chamada de “caçadora” que deverá buscar novos multiplicadores em uma banda diferente da estação principal. Portanto, os sinais em duas bandas diferentes são permitidos somente se a estação caçadora estiver trabalhando um novo multiplicador.

– A estação “caçadora”, não poderá chamar CQ.

– Os transmissores e receptores devem estar localizados dentro de um círculo de 500 metros de raio.

– Todas as antenas utilizadas devem estar fisicamente ligadas por fios aos transmissores e receptores usados pelo participante.

– A categoria Multi Operador não terá separação por potência. A potência total de saída por transmissor não deve exceder 1.500 watts ou limitado à potência máxima de saída permitida pela licença e/ou pelo país em que estiver operando.

4.4) SOAB QRP – Operador Único, Todas as Bandas:

– Submetido às mesmas definições gerais listadas no item 4.1;

– A potência total de saída não deve exceder 5 watts.

5 – REDES DE ALERTA

A utilização de Redes de Alerta (por exemplo, DXCluster, Skimmer, etc.) é permitida para todas as categorias. Os participantes podem receber informações sobre indicativo e freqüência de outras estações durante a competição, no entanto é estritamente proibido solicitar, por qualquer meio, que outros venham a anunciá-lo durante a competição ou fazer o auto-anúncio – anunciar a si próprio em qualquer Rede de Alerta, por exemplo, Twitter, MSN, Skype, etc. A violação desta regra resultará em penalidades ou até desqualificação.

6 – CONTATOS VÁLIDOS:

– São todos os QSO realizados entre duas estações durante a competição e confirmados através do cruzamento de dados dos logs recebidos;

– Na ausência do log de uma das partes, serão consideradas estações participantes da competição aquelas cujo indicativo apareça em pelo menos 5 logs recebidos;

– É válido apenas um único contato por banda com cada estação. Os contatos duplicados (DUPE) valem zero.

7 – CHAMADA CQ:

Sugerimos o uso da chamada “Test CQMM <seu indicativo>” para o concurso, mas é permitido usar simplesmente o tradicional “CQ TEST <seu indicativo>”.

8 – TROCA DE MENSAGEM:

Todos devem enviar: RST + Continente (ex: 599 SA, 599 EU), exceto as estações abaixo.

8.1) Membros do CWJF (lista):

RST + Continente + M (ex: 599 SAM, 599 EUM);

8.2) Estações QRP:

RST + Continente + Q (ex: 599 EUQ, 599 NAQ – mesmo sendo membro do CWJF);

8.3) Estação YL:

RST + Continente + Y (ex: 599 OCY, 599 AFY – mesmo sendo membro do CWJF);

8.4) Multi Operador, Clubes ou Grupos:

RST + Continente + C (ex: 599 NAC, 599 SAC).

9 – PONTOS POR QSO:

9.1) QSO confirmado no mesmo país vale 1 ponto em qualquer faixa;

9.2) QSO confirmado com um país do mesmo continente vale 2 pontos em 10, 15 e 20 metros e 4 pontos em 40 e 80 metros;

9.3) QSO confirmado com um país de outro continente vale 3 pontos em 10, 15 e 20 metros e 6 pontos em 40 e 80 metros;

9.4) QSO confirmado com membro do CWJF, estação QRP ou YL, vale 10 pontos em qualquer faixa (independentemente do país ou continente);

9.5) Estação Móvel Marítimo (/MM) não é multiplicador, mas vale 3 pontos independentemente da banda, país ou continente a partir do qual o contato foi realizado.

10 – MULTIPLICADORES:

Serão utilizados dois tipos de multiplicadores para todos os Países e Continentes:

10.1) Todos os diferentes PREFIXOS da América do Sul trabalhados uma vez em cada banda;

10.2) Todos os diferentes países do DXCC trabalhados uma vez, independente da banda.

Informações adicionais:

– Estação móvel marítimo (/MM), ou móvel (/M), ou com letras adicionais indicando condições especiais de operação (/A, /P) não serão considerados válidos como multiplicadores. Exemplo: PY4KL/A.

– O CWJF incentiva a utilização de prefixos especiais pelos radioamadores do Brasil e demais Países da América do Sul, principalmente por serem multiplicadores valiosos.

– Será atribuído um zero (Ø) após a segunda letra do prefixo sem número. Exemplo: ZP/PY4KL será considerado ZPØ apenas para o processo de checagem do log. O participante não deve incluir esta modificação no seu log.

11 – PONTUAÇÃO FINAL:

Para todas as estações (independentemente do país ou continente), a pontuação final é o resultado da soma dos pontos obtidos em cada faixa, multiplicado pela soma dos multiplicadores (prefixos SA + países DXCC):

Pontuação Final = Pontos de QSOs x (Prefixos SA em cada banda + Total de Países DXCC)

Exemplo: 400 pontos de QSO x 50 multiplicadores (40 Prefixos SA + 10 Países DXCC) = 20.000 pontos na Pontuação Final.

12 – PLACAS, TROFÉUS E CERTIFICADOS:

Placas, troféus e certificados serão concedidos pelo Grupo CWJF. Estes prêmios são patrocinados por Radioamadores, Clubes, Grupos ou Empresas. Se você deseja ser um patrocinador, entre em contato com o Grupo CWJF. Caso sua placa não tenha sido patrocinada, você poderá patrocinar sua própria placa, entre em contato com o Grupo CWJF.

12.1) Placas:

a) A estação com a maior pontuação final em cada categoria será considerada campeã mundial e receberá uma placa especial, independentemente do continente;

b) A estação YL com a maior pontuação final receberá uma placa especial, independentemente da categoria que estiver operando (exceto para a categoria M/S) e do Continente.

Novidade em 2016

12.2) Certificados:

a) Todos os participantes no resultado final receberão um certificado mencionando a pontuação e classificação. Nenhum certificado será enviado pelos Correios. Todos os certificados estarão disponíveis para Download em PDF logo após a divulgação do resultado final;

b) A estação YL que obtiver a maior pontuação final em cada continente, independentemente da categoria (exceto para categoria M/S), receberá um certificado especial. Nenhum certificado será enviado pelos Correios. Todos os certificados estarão disponíveis para Download em PDF logo após a divulgação do resultado final.

12.3) CWJF – TROFÉU MANCHESTER MINEIRA:

Este troféu será entregue ao Clube ou Grupo que alcançar por 2 anos consecutivos ou por 3 anos alternados, a maior pontuação final do concurso. Será considerada para efeitos da pontuação final do Clube ou Grupo, a soma das cinco (5) maiores pontuações, assim definida:

a) A estação que tiver a maior pontuação na categoria M/S;

b) As quatro (4) estações que tiverem as maiores pontuações entre as demais categorias (exceto M/S), independente do País de onde foi realizada a operação.

c) Quando o Clube ou Grupo não tiver nenhuma estação participante na categoria M/S, então será considerada como válida as cinco (5) maiores pontuações entre os participantes que indicarem no log, para qual Clube ou Grupo desejam pontuar, independentemente da categoria e País de onde tiver realizado a operação.

d) O Clube ou Grupo não pode ser uma organização nacional (ex: ARRL, DARC, LABRE).

Observação: O Clube ou Grupo da qual a estação pertence deve ser declarado no log. Todas as placas, certificados e troféus serão enviados livres de despesas para o Clube ou Grupo vencedor.

13 – DESCLASSIFICAÇÃO:

13.1) Violação das leis e normas que regulamentam o Serviço de Radioamador no País no qual estiver operando a estação participante;

13.2) Violação de qualquer parte deste regulamento;

13.3) Auto-anúncio ou solicitar contatos por telefone, telex, internet, rádio-pacote e afins durante o concurso;

13.4) Incluir créditos excessivos de QSO’s e multiplicadores inexistentes ou não confirmados;

13.5) Deixar de praticar e/ou não promover o Fair Play (“Jogo Limpo”) durante a competição.
Todos os itens acima são motivos de desclassificação, pois o nosso objetivo é manter uma concorrência leal e evitar operações ou procedimentos anti-desportivo.

As decisões tomadas pela comissão do concurso são finais.

14 – CONTATOS DUPLICADOS:

14.1) São contatos duplicados aqueles realizados com a mesma estação na mesma banda mais de uma vez;

14.2) Recomendamos que os contatos duplicados sejam deixados no log. Não elimine os contatos duplicados do seu log.

15 – REQUISITOS GERAIS PARA ENVIO DO LOG:

A comissão de apuração do CQ Manchester Mineira DX Contest apreciaria receber seu log em formato eletrônico.

a) Envie por e-mail o seu log no formato CABRILLO, que é o padrão para os logs de competições e está disponível em todos os grandes programas de log;

b) Nome do arquivo de log deve ser o seu <indicativo-usado-no-contest.log>, exemplo: py4kl.log;

c) No cabeçalho do log, você deverá especificar a categoria na qual está participando e o endereço postal completo para posterior envio do resultado do participante, placas, certificados e troféus.

d) Um log sem todas as informações exigidas poderá ser classificado como checklog;

e) Os horários devem estar em UTC;

f) Não é necessário calcular sua pontuação final. Isso será realizado por nosso software de apuração;

g) O log eletrônico deve ser enviado por e-mail para: cwjf@cqmmdx.com e antes de enviar seu log, lembre-se de colocar no campo ASSUNTO o indicativo utilizado na competição. O servidor verificará as informações do seu log e acusará o recebimento por e-mail dentro de 48 horas;

h) Você também pode usar o Web Form Cabrillo para gerar o seu log no formato correto (cabrillo):
Formulário para gerar seu log

i) Logs escritos à mão devem ser feitos separadamente por banda. Cada QSO deve conter o indicativo de chamada, hora, banda e o RST (enviado e recebido);

j) Os logs preenchidos em papel devem ser enviados para: CWJF GROUP, Caixa Postal 410, 36001-970 Juiz de Fora – MG, Brasil.

Para maiores detalhes sobre envio do Log eletrônico, consulte nosso website: http://www.cqmmdx.com

16 – PRAZO PARA ENVIO DO LOG:

a) Todos os logs devem ser enviados ou postados no máximo 30 dias após o término do concurso.

b) Logs enviados ou postados após o prazo acima, podem ser listados nos resultados, mas ficam inelegíveis para qualquer premiação;

17 – DECLARAÇÃO:

Ao enviar seu log de participação para o CQ MANCHESTER MINEIRA DX CONTEST, você concorda que:

a) Leu e cumpriu as regras do concurso e concorda em seguir as mesmas;

b) Você participou do concurso de acordo com todas as normas e regulamentos pertinentes ao radioamadorismo de seu país;

c) Seu log pode ser aberto aos interessados, pelo Comitê Organizador do Concurso;

d) Todas as ações e decisões do Comitê do CQMM DX Contest são oficiais e finais.

18 – DIVULGAÇÃO DO RESULTADO:

A Diretoria do CWJF Group, assume o compromisso de anunciar o resultado do CQ Manchester Mineira DX Contest quatro (4) meses após o concurso.

Os resultados serão publicados online pelo CWJF Group:

http://www.cqmmdx.com e http://www.cwjf.com.br

19 – AGRADECIMENTO:

Sua participação é muito importante para nós. Estamos abertos às suas críticas ou sugestões. Obrigado pelo seu valioso apoio. Todos nós esperamos vê-lo participando ativamente em nosso concurso.